Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
page
post
aplicaciones

Tratamento de latas de conserva

O objetivo da indústria conserveira é o fabrico de alimentos, embalados em lata, com alto poder nutritivo, com boas características organoléticas, conserváveis durante muito tempo e totalmente seguros para os consumidores. Mas também é muito importante que o aspeto exterior das embalagens seja o apropriado, conforme o produto que contém no seu interior.

Durante o processo de embalagem do produto na lata, e o subsequente tratamento térmico numa autoclave, o exterior da lata é sujeito a condições duras, que podem afetar o seu aspeto final.

Por um lado, podem encontrar-se resíduos do produto ou resíduos do líquido dominante, que podem ter sujado a lata durante alguma fase do processo de embalagem. Por outro lado, podem aparecer outros resíduos inorgânicos, provenientes dos minerais presentes na água utilizada no processo de tratamento térmico, que causam resíduos sob a forma de véus ou manchas no exterior da lata.

Tratamento de latas de conserva

Evitar problemas de corrosão e oxidação nas latas

As latas de conserva podem ser de alumínio ou de folhas-de-flandres. A composição das latas de folha-de-flandres é um laminado de material ferroso eletrozincado, revestido com uma película epóxi a fim de minimizar possíveis problemas de corrosão.

Contudo, o atrito gerado durante o transporte e embalagem, bem como no processo de selagem, pode danificar esta película, deixando a lata desprotegida. Portanto, será também essencial tratar corretamente a água e o vapor utilizados no processo de autoclavagem, a fim de evitar fenómenos de corrosão que conduzam ao aparecimento de ferrugem. A ferrugem pode aparecer à saída da autoclave, alguns minutos após o fim do processo ou após várias horas, dependendo de muitos fatores.

Processo de embalamento de latas

O processo de embalamento de latas de conserva é composto pelas seguintes etapas:

  1. Entrada da base da lata na linha de embalagem.
  2. Enchimento do produto enlatado.
  3. Adição volumétrica ou de enchimento excessivo do líquido governante, óleo, marinada, etc., à lata.
  4. Selagem da lata.
  5. Marcação/Identificação.
  6. Lavagem com água quente a 50-60ºC continuamente.
  7. Carregamento das latas em filas separadas com separadores de polímeros plásticos no carrinho de autoclave.
  8. Carregamento do autoclave.
  9. Autoclavagem:
    • Hermeticamente selado.
    • Enchimento de água.
    • Início da recirculação e aquecimento direto e/ou indireto até à temperatura/pressão pré-definida.
    • Manutenção das condições de temperatura e pressão definidas para o tempo pré-definido.
    • Refrigeração
  1. Alimentação dos carrinhos para a lavagem/revisão/embalagem final.
  2. Paletização

Programa de tratamento de latas

Portanto, a fim de garantir o melhor aspeto da lata de embalagem una vez terminado o processo anterior, será necessário desenhar um programa de tratamento que permita garantir um acabamento da embalagem livre de resíduos de produto, de sais inorgânicas e de óxidos derivados de fenómenos de corrosão.

O programa de tratamento requererá o uso de produtos especificamente desenvolvidos para cada etapa do processo e para cada finalidade.

Detergentes de latas

A fim de garantir que o exterior da lata é devidamente limpo no final do processo, livre de quaisquer resíduos do produto embalado ou de outros líquidos, é necessário adicionar um produto detergente na fase de lavagem (fase 6). Em alguns casos, por diferentes razões, incluindo razões económicas, ambientais ou de melhoria da automatização, pode ser decidido adicionar o detergente na etapa de autoclavagem (etapa 9.b).

Antioxidantes para latas de folha-de-flandres

Antioxidantes para latas de folha-de-flandres

As condições extremas de temperatura e pressão a que as latas são submetidas nos processos de esterilização em autoclave podem ser agressivas para o material de que são feitas, especialmente nos pontos em que a lata foi riscada ou danificada, sob o cabo de fácil abertura ou na área de selagem.

A fim de proteger a superfície das latas e evitar o aparecimento de fenómenos de corrosão na lata, bem como na própria autoclave, é importante implementar um programa de tratamento anti corrosão da água de alimentação da autoclave. A fim de conceber um tratamento correto, é essencial ter um conhecimento perfeito do processo de autoclave, bem como análises físico-químicas da água de alimentação, condensada e vapor.

Os produtos antioxidantes adicionados na fase de autoclavagem evitam a oxidação das latas de folha-de-flandres e, ao mesmo tempo, a formação e o aparecimento de manchas provenientes dos resíduos minerais presentes na água. Estes produtos devem ter sido desenvolvidos de acordo com as características físico-químicas da água utilizada (pH, dureza, salinidade) e para o tipo de material da lata, bem como ser estáveis às altas temperaturas do processo de autoclavagem. As suas funções são reduzir o poder corrosivo da água e dos seus componentes às altas temperaturas do processo, passivar as áreas danificadas da lata, prevenir a formação de incrustações e o desenvolvimento de oxidações e mesmo fornecer à água um poder de drenagem para facilitar a secagem das latas.

A dosagem dos produtos antioxidantes deve ser ajustada de acordo com as características específicas do processo e as características da água. A dosagem automática é recomendada para assegurar o conteúdo mínimo de ativos na água e a estabilidade do processo. Geralmente, as bombas de diafragma controladas automaticamente são utilizadas em função do volume de água utilizado. Os produtos também podem ser dosados manualmente adicionando um volume fixo de produto por autoclave.

Os antioxidantes da gama PROQUIMIA disponíveis para tratamento de latas são TINOXID ZN, como tratamento padrão multifuncional, e TINOXID BA, para tipos de águas ácidas.

Você quer mais informações?
Te ajudamos

De acordo com o Regulamento 2016/679 (GDPR), fornecemos-lhe informação básica sobre proteção de dados pessoais:
-Responsável pelo tratamento: PROQUIMIA, S.A.
-Finalidade do tratamento: Gerir o envio de informação, resolver consultas e/ou recolher dados para possíveis relações comerciais.
-Legitimação: Consentimento do titular dos dados
-Destinatários: Não serão cedidos dados a terceiros, salvo por obrigação legal.
-Direitos: Acesso, retificação, eliminação, oposição, limitação, portabilidade e apresentação de queixas.
-Informações adicionais: pode consultar informações adicionais e detalhadas sobre Proteção de Dados no nosso site: Política de privacidade